Fundo ELAS lança edital nacional para apoiar o protagonismo de lésbicas, bissexuais e trans

Acesse o edital e baixe o formulário de solicitação de apoio



Novo Edital LBT: Autonomia, Liderança e Direitos recebe projetos até 31/01/2018

O Fundo ELAS, único fundo brasileiro de investimento social focado exclusivamente nas mulheres, lançou no dia 20 de dezembro de 2017 o Edital LBT: Autonomia, Liderança e Direitos, que visa apoiar a cidadania LGBT e fortalecer a resistência contra o retrocesso de direitos. O edital vai financiar 10 projetos de ativistas lésbicas, bissexuais e trans (LBT). Cada projeto vai receber R$30 mil (trinta mil reais).

Viver no Brasil é muito arriscado para a população LGBT, especialmente quando orientação sexual e identidade de gênero se cruzam com outros fatores como raça e classe. 2017 bateu recordes de violência contra LGBT , e a maioria desses crimes não chegam à mídia nem são amplamente debatidos, permanecendo invisíveis e muitas vezes impunes.

Além disso, observamos hoje uma onda conservadora que dissemina a intolerância e discursos de ódio contra a população LGBT e que vem crescendo nas ruas e nas mídias sociais. Sabemos também que os grupos de lésbicas, bissexuais e trans enfrentam problemas como falta de estrutura, de recursos, de diálogo intergeracional, de espaços autônomos de formação política, etc.

“Acreditamos que investir nas mulheres é o caminho mais rápido para o desenvolvimento de um país e é também uma questão de justiça social: historicamente, devido à desigualdade de gênero, as mulheres tiveram menos acesso a recursos, mesmo no movimento LGBT. Queremos fortalecer a cidadania LGBT e a resistência contra o retrocesso de direitos no Brasil, e nossa estratégia é apostar no protagonismo LBT”, diz KK Verdade, coordenadora executiva do Fundo ELAS.

Em janeiro de 2018 o Fundo ELAS vai lançar ainda a campanha #TeiaPorDireitosLGBT, que visa construir uma rede de apoiadoras e apoiadores da causa. O objetivo é mobilizar doadoras/es para ampliar o programa LBT: Autonomia, Liderança e Direitos, fortalecendo a luta pelo fim da violência e pela visibilidade das lésbicas, bissexuais e trans.





#TeiaPorDireitosLGBT