Em defesa da vida em Duque de Caxias

O Centro de Defesa da Vida - CDVida atua no enfrentamento à violência doméstica desde 1998 em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Com o projeto “Viva sem Violência: Programa de Geração de Renda e Prevenção à Violência Doméstica”, a  organização promoveu palestras, cursos e oficinas, estimulando a autonomia feminina. Conversas sobre economia solidária e oficinas de patchwork e de velas artesanais foram algumas das atividades realizadas.

Dezenas de mulheres foram beneficiadas pelo projeto. “Muitas mulheres romperam com o ciclo da violência doméstica, resgataram sua autoestima e voltaram a ser protagonistas de suas vidas, conquistando assim melhor qualidade de vida para si e suas famílias”, conta a coordenadora Margareth Lopes.

Para a artesã Silvia Oliveira de Carvalho, uma das participantes, o CDVida se tornou um espaço de referência: “Gosto muito de participar das oficinas e seminários por causa de todo o conhecimento que ganho. Tudo que aprendo nas oficinas de artesanato eu continuo fazendo em casa e vendo em feiras onde exponho meu trabalho. Junto com isso, há também as palestras sobre violência, que nos permitem compreender que a violência doméstica acontece de várias formas. Muitas mulheres que participam pensam que não são vítimas de violência, estão acostumadas a sofrer e achar que é normal. Eu nunca tinha pensado nisso, tudo começou no CDVida. Vejo sempre mulheres que, a partir dessa experiência, superam situações de violência e passam a investir na própria autonomia. Tudo que aprendo lá eu levo para a minha vida e para um outro grupo de artesãs de que participo no Jardim Primavera, onde convivo com amigas que já passaram por dificuldades financeiras e hoje vivem do próprio trabalho.”

Acompanhe CDVida nas redes sociais: https://www.facebook.com/pages/CDVida-Centro-de-Defesa-da-Vida/159293537594987?fref=ts